KPIs e OKRs: qual a diferença?

Sumário

OKRs e KPIs são siglas cada vez mais utilizadas no mundo dos negócios. Ambas dizem respeito a indicadores que podem ajudar a conduzir as mais variadas estratégias. Mas, você sabe a diferença entre elas?

O que podemos dizer imediatamente é que OKRs e KPIs são conceitos que se complementam. Embora sejam frequentemente confundidos – o que é absolutamente normal! – possuem suas particularidades que devem ser levadas em consideração. 

Nesse conteúdo vamos compreender com calma e detalhadamente quais são as diferenças entre OKRs e KPIs.

Veja a seguir todas as informações relevantes e aprenda a defini-los de maneira mais clara e objetiva. 

YouTube video

O que são OKRs e KPIs?

Para entendermos as diferenças entre OKRs e KPIs é importante, primeiro, compreendermos com clareza a definição de cada um. Então, veja seus significados e uma explicação breve suas aplicações:

OKRs:

OKRs dizem respeito aos objetivos da empresa. O conceito de Objectives and Key Results foi desenvolvido por Andrew Grove, ex-CEO da Intel.

A ideia é manter o foco nos objetivos principais da empresa, tirando do caminho objetivos que não sejam cruciais.

Como o próprio nome sugere, OKRs, portanto, cruzam os objetivos com os “key results”, ou seja, com as métricas que serão utilizadas para medi-los. É uma estratégia prática funcional e capaz de trazer excelentes resultados.

Leia mais: Como definir OKRs em 6 passos

KPIs:

Os KPIs são justamente as métricas escolhidas para mensurar e validar os objetivos definidos para os OKRs. 

KPI é a sigla para o termo em inglês Key Performance Indicator. Em português, seria algo como “Indicador-Chave de Desempenho”. 

Refere-se, portanto, aos indicadores que podem ajudar a sua empresa a acompanhar estratégias e ações de maneira mais efetiva, identificando pontos fortes e fracos desses planos. 

Leia mais: Como definir KPIs em 4 passos

Banner do curso introdução ao customer experience da CS Academy

Principais diferenças entre eles

É comum confundir os conceitos de OKRs e KPIs justamente porque ambos dizem respeito a fatores considerados “chave”, ou seja, decisivos e únicos para determinadas ações. 

Mas, por mais parecidos que sejam, quando você analisa com calma qual a diferença entre OKRs e KPIs entende que possuem particularidades bastante específicas. 

Aplicação:

Primeiro, podemos destacar a diferença na aplicação de cada um dos indicadores. 

KPIs são usados para processos em andamento. Eles servem para analisar o desempenho de uma estratégia, um setor, uma ação específica. 

OKRs são usados para levar a sua empresa até um ponto. Eles existem para tirar o seu negócio do ponto em que se encontra e levá-lo até o ponto almejado. 

Quantidade:

Outra diferença que podemos apontar é com relação à quantidade de KRs (Key Results) e KPIs serão definidos. 

Basicamente, os resultados chaves devem se limitar a no máximo 5. Afinal, isso é o suficiente para trabalhar com qualidade, sem perder o foco e a atenção. 

Os KPIs não têm limites. Você pode definir métricas variadas, desde que elas sejam verdadeiramente úteis e qualificadas. 

Leia mais: Customer Success: conceitos, objetivos, quanto ganha um CSM

Quer alavancar sua carreira e se tornar uma referência em CS e CX? Preencha seus dados, fale com um de nossos consultores e descubra como se tornar um especialista:

Analogias interessantes para compreender as diferenças

Veja agora duas analogias interessantes para compreender melhor qual a diferença entre OKRs e KPIs:

O carro:

Um carro precisa de diversos fatores para funcionar – combustível, óleo, pneus cheios. Os KPIs seriam responsáveis por medir isso, garantindo que tudo está funcionando bem. Esses níveis são apontados por métricas através de um painel. 

Já o OKR funcionaria como um GPS. Ele indica se você está no caminho certo, conduz a sua viagem sugerindo as melhores rotas e mostrando a que distância você está de seu destino. 

Emagrecimento:

Outra possibilidade é pensar em uma pessoa que quer emagrecer. Ela define dois objetivos (Os): perder 10 kg (KR1) e diminuir o colesterol (KR2). 

Para isso, ela decide se exercitar 3 vezes por semana e mudar radicalmente a alimentação. Ao final do período estipulado para alcançar o objetivo, essa pessoa emagreceu MUITO mais do que deveria. O que deu errado?

Nesse caso, seria interessante ter aplicado KPIs de controle. 

Algumas das métricas de acompanhamento que poderiam ser úteis são, por exemplo, uma checagem das hemácias para verificar se há níveis de anemia, uma bioimpedância para entender o ritmo do metabolismo etc. 

Nesse caso, os KPIs poderiam se tornar OKRs, pois, se os exames apontam, por exemplo, que há um desfalque em vitaminas, hemácias baixas ou qualquer outra coisa importante, pode-se incluir isso entre os objetivos-chave.

Então, teríamos uma nova meta que seria: regularizar os níveis de hemácias (KR3). 

Leia mais: Customer Experience: conceitos, métricas, Jornada e gestão da Experiência

Quem dá suporte para quem?

Outra dúvida frequente quando comparamos OKRs e KPIs é: mas qual deles atua como suporte e qual deles é o principal em uma estratégia? Isso depende de suas necessidades. 

Veja algumas situações em OKRs surgem de KPIs e vice-versa:

OKR aplicado sobre KPI:

Você pode utilizar um OKR para potencializar algum KPI. Ao identificar a necessidade de melhoria, aquele KPI se torna um objetivo chave, portanto, um OKR. 

Outra situação comum é utilizar os OKRs como método para ter insights e pensar em KPIs importantes para determinada estratégia. Já que os OKRs pretendem te levar pela melhor jornada, eles ajudam a prever KPIs futuros. 

KPI aplicado sobre OKR:

Os KPIs, por sua vez, podem ser aplicados como geração de métricas para OKRs. 

Entendendo onde você está e aonde quer chegar é possível determinar OKRs para trilhar o melhor caminho. Nesse caso, use os KPIs para acompanhar os principais indicadores atuais. 

Perceba que as estratégias são complementares. Elas podem ser usadas em parceria, fornecendo dados importantíssimos para um crescimento escalonável. 

Perguntas essenciais para cada indicador

Outro meio de compreender as diferenças entre OKRs e KPIs é utilizando as perguntas essenciais para cada um. 

Antes de definir um OKR você deve se perguntar:

  • Estamos atingindo o nosso objetivo?

Antes de definir um KPI a pergunta é:

  • Em que condições estamos atingindo esse objetivo?

Perceba que enquanto um OKR necessita de métricas de sucesso, ou seja, que apontem o quão perto você está do que planeja, o KPI foca em métricas de controle de qualidade. 

Portanto, um Key Performance Indicator olha para o aproveitamento e produtividade.

O primeiro se mantém sempre atrelado ao objetivo, enquanto o segundo atua dentro de uma zona de controle que visa manter aquilo estável (no exemplo do emagrecimento seria atingir o objetivo sem perder o foco da saúde). 

Pode parecer complexo, mas as diferenças entre OKRs e KPIs existem e são fundamentais para estruturar ações verdadeiramente qualificadas. 

Na CS Academy você encontra um curso voltado especificamente para se tornar um Customer Data Analytics, ou seja, um especialista em análise de dados e aplicação de KPIs. 

Acesse o site e saiba mais! Aprenda a definir indicadores verdadeiramente funcionais e qualificados para a sua empresa, pautando-se sempre no seu objetivo central.

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados