Onboarding High Touch vs Low Touch: Saiba qual o melhor para o seu negócio

Sumário

No mundo empresarial em constante evolução, a criação de experiências excepcionais para os clientes desde o início é uma prioridade inegável.

A fase crucial de integração de novos clientes, conhecida como “onboarding“, desempenha um papel vital na formação de impressões duradouras e no estabelecimento de relacionamentos duradouros.


À medida que as empresas buscam aprimorar suas estratégias de onboarding, dois enfoques proeminentes surgem:

Onboarding High Touch e Low Touch.

Estes abordam de maneiras distintas a maneira como as organizações se aproximam e orientam os clientes nesse estágio crucial.


Neste artigo, exploraremos em profundidade as nuances dessas duas estratégias de onboarding.

Investigaremos os cenários em que cada abordagem se destaca, considerando fatores como
complexidade do produto, segmento de mercado e recursos organizacionais.

Onboarding High Touch vs Low Touch: Quais São as Diferenças?

Ao explorar as estratégias de onboarding, é essencial compreender as distinções entre os modelos High Touch e Low Touch.

Esses dois enfoques apresentam abordagens distintas para receber e integrar novos clientes, cada um com suas próprias características e benefícios únicos.

O Que É o Modelo de High Touch?

O modelo de High Touch se destaca pela
ênfase na personalização e no relacionamento
próximo com o cliente desde o primeiro momento de interação.

Nesse método, as empresas investem significativamente em interações humanas diretas, seja por meio de reuniões individuais, chamadas telefônicas personalizadas, visitas presenciais ou outros meios de comunicação pessoal.

A ideia central é
estabelecer uma conexão emocional sólida e demonstrar um alto nível de comprometimento com o sucesso e a
satisfação do cliente.

Esse modelo é frequentemente adotado em setores onde a complexidade do produto ou serviço exige uma orientação mais detalhada.

Empresas que oferecem soluções altamente especializadas, personalizadas ou técnicas tendem a favorecer o High Touch, pois isso permite abordar as necessidades individuais dos clientes de maneira aprofundada.

A equipe de onboarding desempenha um papel crucial ao servir como guia dedicado, auxiliando os clientes em cada etapa do processo e garantindo que eles alcancem resultados positivos.

Principais Características do Modelo de High Touch:


  • Interações humanas diretas e personalizadas.

  • Ênfase na criação de conexões emocionais.

  • Atenção individualizada às necessidades dos clientes.

  • Ideal para produtos ou serviços complexos e especializados.

O que é modelo Low Touch?

O modelo Low Touch, também conhecido como “Baixo Contato” ou “Baixo Toque”, é uma estratégia de onboarding que
prioriza a eficiência e a automação para receber e integrar novos clientes.

Nesse método, as interações humanas diretas são minimizadas em favor de abordagens mais automatizadas e orientadas por tecnologia.

O objetivo é atingir uma
ampla base de clientes de maneira escalável, sem a necessidade de investir recursos significativos em interações individuais.

No modelo Low Touch, as empresas frequentemente utilizam recursos como plataformas de autoatendimento, tutoriais online, vídeos explicativos, chatbots e comunicações por e-mail para orientar os clientes durante o processo de integração.

Essa abordagem é particularmente útil quando se lida com produtos ou serviços que têm um processo de onboarding mais simples ou que são voltados para um público amplo.

Principais Características do Modelo Low Touch:


  • Automatização de processos de onboarding.

  • Uso de tecnologia para guiar os clientes.

  • Escalabilidade para atingir um grande número de clientes.



  • Ideal para produtos ou serviços com processos de integração mais simples.

O modelo Low Touch é uma maneira eficiente de gerenciar a integração de clientes em larga escala,
mantendo os custos e o esforço relativamente baixos.

No entanto, é importante equilibrar essa abordagem com a necessidade de oferecer
suporte adequado aos clientes, especialmente quando se trata de garantir que eles compreendam e aproveitem ao máximo o produto ou serviço adquirido.

A escolha entre o
modelo High Touch e o modelo Low Touch
dependerá da natureza do seu negócio, dos produtos ou serviços oferecidos e das expectativas dos seus clientes.

Cada estratégia tem suas vantagens e desafios, e a decisão deve ser tomada com base no que melhor atende às necessidades da sua empresa e dos seus clientes.

Quando utilizar cada um desses modelos?

Quando se trata de decidir entre os modelos
High Touch e
Low Touch de onboarding, é fundamental considerar diversos fatores que influenciam a natureza do seu negócio, os produtos ou serviços oferecidos e as expectativas dos clientes.

Cada modelo apresenta suas próprias vantagens e desafios, tornando crucial a escolha do método que melhor se adapta às suas metas e às necessidades do seu
público-alvo.

Quando Utilizar o Modelo High Touch:

O modelo High Touch brilha em cenários em que a personalização e a interação humana direta são cruciais para o sucesso da integração do cliente. Aqui estão alguns cenários em que o modelo High Touch é altamente recomendado:

  • Produtos ou Serviços Complexos: Se o seu produto ou serviço é altamente técnico, especializado ou envolve uma curva de aprendizado complexa, o modelo
    High Touch permite que sua equipe ofereça orientação personalizada para garantir que os clientes compreendam e tirem o máximo proveito do que você oferece.

  • Segmentos de Mercado Premium: Se você atende a um segmento de mercado premium que valoriza a atenção individualizada e está disposto a pagar por uma experiência excepcional, o modelo
    High Touch ajuda a criar conexões emocionais mais profundas e duradouras.

  • Relações de Longo Prazo: Para estabelecer relações de longo prazo com os clientes e fomentar a lealdade à marca, o modelo
    High Touch permite que você crie laços mais fortes por meio de interações humanas autênticas.

Quando Utilizar o Modelo Low Touch:

O modelo Low Touch é especialmente apropriado quando a eficiência operacional e a escalabilidade são primordiais. Aqui estão algumas situações em que o modelo Low Touch é recomendado:

  • Produtos ou Serviços Simples: Se o seu produto ou serviço é autoexplicativo e não requer uma orientação intensiva, o modelo
    Low Touch pode oferecer uma experiência de integração eficaz sem a necessidade de interações pessoais.

  • Ampla Base de Clientes: Se você busca alcançar um grande número de clientes de maneira eficiente, o modelo
    Low Touch permite a automação de processos de onboarding para abranger um público mais amplo.

  • Recursos Limitados: Se seus recursos financeiros e de pessoal são limitados, o modelo
    Low Touch pode ajudar a otimizar seus esforços de integração sem sobrecarregar sua equipe.

Em última análise, a escolha entre os modelos High Touch e Low Touch deve ser baseada em uma análise profunda das necessidades do seu negócio e das preferências dos seus clientes.

Uma abordagem híbrida também pode ser adotada, combinando elementos de ambos os modelos para atender às diferentes demandas da sua base de clientes.


Seja qual for a decisão, a meta é oferecer uma

experiência de onboarding que resulte em satisfação do cliente, crescimento do negócio e construção de relacionamentos duradouros.


Lembrando que não é uma escolha definitiva e imutável. À medida que o mercado e suas circunstâncias mudam, você pode ajustar sua abordagem de onboarding para melhor atender às demandas do momento.


Além disso, é possível combinar elementos dos dois modelos para criar uma estratégia personalizada que equilibre eficiência e personalização de acordo com as necessidades do seu negócio.

Quer alavancar sua carreira e se tornar uma referência em CS e CX?

Preencha seus dados, fale com um de nossos consultores e

descubra como se tornar um especialista:


Descubra como a CS Academy pode ajudar você a alavancar sua carreira

Aqui na CS Academy nós nos orgulhamos em dizer que já mudamos a vida e a carreira de milhares de pessoas através da educação Customer Centric. Em nossa plataforma, oferecemos trilhas de aprendizagem que vão de conteúdos básicos a especializações.


Além disso, em

nossa comunidade, você pode trocar experiências de carreira com especialistas e ter acesso a diversas vagas exclusivas.


Venha se juntar a maior comunidade customer centric do Brasil, e alavancar a sua carreira com a CS Academy!

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados