3 passos para um time remoto de alta performance

Sumário

Você com certeza já ouviu falar no trabalho remoto, trabalho híbrido, home office e afins… Pois é!  Dia após dia esses modelos estão ganhando mais força. 

Trabalhar remotamente é unir a produtividade do escritório com a liberdade do home office. O modelo híbrido e o remoto são frequentemente rotulados como “o futuro do trabalho”. Mas você sabe o motivo? Continue lendo esse blogpost para saber mais. 

Por que o trabalho remoto está ganhando popularidade? 

É fácil: tanto no modelo de trabalho remoto como no modelo de trabalho híbrido, as pessoas usufruem de um “local de trabalho” mais humano. 

Uma boa cultura remota gera frutos não somente na produtividade, mas também na satisfação e consequentemente nos resultados gerais do time. 


As pessoas vão voltar pro modelo de trabalho tradicional? 

Afirmar qual parcela das pessoas mundo afora irá adotar o trabalho híbrido ou o trabalho remoto logo de cara é impossível. 

Porém, uma coisa é certa: o futuro é remoto, os primeiros a se adaptarem serão, e já estão sendo, os primeiros a se beneficiar dessas vantagens! 


O modelo de trabalho remoto é passageiro? 

Muitos podem pensar: “o remoto é uma tendência passageira, um reflexo da pandemia. Logo as coisas voltarão ao ‘normal”. 

A verdade é que sim, a pandemia foi um catalisador para a remotização em massa das empresas e postos de trabalho. 

Acontece que agora, após meses de aprendizado e adaptação, 66% das empresas dizem que planejam oferecer mais opções de trabalho flexível e remoto, seja mudando para um modelo totalmente remoto (19%) ou oferecendo mais flexibilidade no trabalho remoto para seus funcionários (47%)*


*Fonte: 
pesquisa da Remote


Quais são os desafios desse modelo de trabalho?


Com toda essa adaptação, claro que surgiram inúmeros desafios para o trabalho remoto. 

Um grande problema foi a dificuldade de criar um ambiente fluido e de fácil comunicação. Para isso, novas ferramentas estão surgindo, como a Deskmy, um escritório virtual, onde os times podem se encontrar como se estivessem no escritório. 

Além disso, a remotização trouxe novos desafios para a rotina, organização, liderança, saúde e outras áreas. Porém, com determinação e foco todos esses novos desafios se transformaram em novas oportunidades mundo afora! 

Veja alguns desses exemplos: 


Medir a produtividade dos colaboradores

Sem a presença física, ficou mais complicado para gestores entenderem como o dia está progredindo dentro do “escritório”. Para isso, novas táticas de avaliação estão sendo implementadas. 


A cultura de avaliação também mudou. De um modelo baseado em “horas trabalhadas”, passamos para uma forma mais qualitativa do trabalho, ou seja, uma avaliação por confiança e entrega de resultados.


Manter a motivação 

A motivação e a satisfação pessoal e do time também são um ponto de grande atenção nessa mudança. Uma boa cultura remota deve se preocupar com a saúde e bem-estar de todos. 

Para isso, empresas estão oferecendo cada vez mais incentivos, tanto em termos de benefícios que façam sentido para o colaborador, como em investimento em tecnologia para melhorar a employee experience, programas de cuidado e bem-estar, etc.


Fortalecer a cultura da empresa

A cultura é a “cola” que mantém tudo isso unido e funcionando de forma correta. Uma boa cultura significa um time motivado, produtivo e alinhado.

No remoto, a cultura pode ser totalmente diferente do que éramos acostumados no modelo presencial, por isso, bons líderes que entendem essas mudanças e sabem aplicar uma cultura forte e atual aproveitam esses modelos de trabalho remoto com muita vantagem.


Manter o time, expectativas e objetivos alinhados

Um time em sinergia também é essencial, e assim como a cultura, isso depende de um bom líder, mas também de bons colaboradores. Dessa maneira o clima organizacional fica sempre em alta.




Como a gestão afeta a experiência do colaborador?

É por fatores como esses que uma boa gestão afeta muito o resultado final de uma equipe, que por sua vez, afeta também a experiência do cliente.

Um bom líder deve se atentar a esses novos fatores, como: 

  • A cultura organizacional de um time remoto, 
  • A satisfação dos colaboradores, 
  • A implementação de novas tecnologias que melhoram o trabalho. 


Tudo isso para que a experiência do colaborador seja o mais bem aproveitada possível.


Como a experiência do colaborador impacta a experiência do cliente? 

Um trabalho feito com satisfação, excelência e motivação sempre dará bons frutos. É por isso que uma boa experiência do colaborador está diretamente ligada a uma boa experiência do cliente.

É importante que os colaboradores disponham de ferramentas, ambiente e liderança adequada para que os frutos do trabalho sejam uma experiência satisfatória ao cliente.


Como fazer uma boa gestão de equipe remota

No remoto, existem alguns “hacks” na hora de gerir um time. Muitos desses hacks virão com o tempo: os erros e acertos do dia a dia gerando experiência.

Porém, existem certos pilares na gestão que podem ser aprendidos e aplicados instantaneamente no trabalho, aqui estão 3 deles:

Como medir a produtividade

A produtividade é um dos termos mais usados quando se fala de trabalho remoto. Seja qual for a sua área, sempre haverá um indicador de produtividade ou performance.

Por muito tempo, havia nos escritórios uma cultura de medir a produtividade pelo “tempo que eu gastei no escritório” ou por “quantas horas a pessoa ficou digitando em frente ao computador” e os resultados reais só apareciam no final da semana ou no final do mês.

No modelo remoto, abuse de métricas qualitativas. Analise os resultados com base no objetivo, e não em horas ou tempo disponível. No remoto há mais eficiência, mais foco, por isso, os resultados são alcançados de forma mais rápida.


Como manter a motivação

A motivação é outro ponto essencial para o trabalho remoto. Temos visto nos últimos meses a imensa quantidade de burnouts por falta de motivação e muito trabalho.

Trabalhar sem ver pessoas no dia a dia, sem conversas espontâneas sobre o que acontece na empresa e focar muito apenas em tarefas é mais difícil.

É por isso que a motivação é importante. Pessoas motivadas entregam resultados sólidos e mais rápidos, aproveitando melhor os benefícios do remoto.

Para manter a motivação em alta é importante que os resultados sejam claros e lembrados diariamente, tanto os de curto prazo como os de longo prazo.

Como fortalecer a cultura 

A cultura é a cola que une tudo, como já falamos anteriormente. Ela é um dos fatores principais no trabalho remoto, pois é a cultura que define tudo, tanto os resultados quanto a motivação ou ainda a experiência de trabalho.

Uma boa cultura pode mudar tudo. Ferramentas que ajudam a criar uma cultura forte, por exemplo. Os escritórios virtuais como a Deskmy, podem realmente ser um catalisador para o trabalho remoto, aumentando ou diminuindo sua eficiência e valor.

Líderes e colaboradores devem trabalhar como um time para que a cultura remota seja construída e aproveitada em seu máximo potencial dentro da empresa. Com certeza, com uma cultura forte, a experiência do colaborador e do cliente serão incrivelmente melhores.

Para que tudo isso funcione de forma fluida, interativa e dinâmica, a Deskmy faz a junção de todas essas funcionalidades e ferramentas.

Assim os colaboradores têm a melhor experiência no trabalho, tanto no remoto, como no híbrido, e os gestores têm mais facilidade para gerir a equipe. Faça um teste gratuito de 7 dias na plataforma e conheça!

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados