Coleta e Análise de Dados: Colocando uma pesquisa para rodar

Sumário

Ter informações sobre o seu público alvo é de extrema importância para todas as empresas, pois o conhecimento sobre as pessoas que consomem o seu produto vai te ajudar a entender mais sobre o mercado, além de melhorar os seus resultados internos, e é por isso que é essencial começar pela coleta e análise de dados.

Fazer uma pesquisa é um processo trabalhoso, mas não é difícil. Existem muitos mitos quando se fala em como fazer uma coleta de dados, assim como no seu processo de análise.

Lendo esse artigo você vai entender mais de como funciona essa estratégia e como desenvolvê-la da melhor forma no seu negócio.

O que é coleta e análise de dados?

Atualmente, as empresas consideram os dados extremamente valiosos, e por isso é tão importante coletá-los e analisá-los de forma correta.

“Os dados são o novo petróleo”
Clive Humby

A coleta de dados é um processo voltado para a captação de informações sobre algo determinado, a fim de prever comportamentos, conhecer determinado público, e montar estratégias mais eficientes para o negócio, por exemplo.

A coleta de dados é a parte inicial e primordial do processo, porém de fato a parte mais importante desse ciclo é sim a análise desses dados, afinal é a partir dela que vamos conseguir fazer os dados virarem informações relevantes, e transformar meros números e palavras em ações importantes para as empresas, como por exemplo, esses que foram citados acima.

O processo de coleta e análise de dados, deve ser feito de forma muito organizada, pois dados bem estruturados, organizados e de fácil leitura, junto a um trabalho de análise de qualidade com certeza vão gerar informações estratégicas que vão impulsionar as ações e resultados da sua empresa.

Leia mais sobre o tema, aqui:

Quais as principais formas de coletar dados

A tecnologia atual permite coletar dados de diversas formas, muitos deles de maneira automática. Mas hoje vamos falar de duas formas de pesquisas muito comuns e bastante eficientes quando se fala de conhecer o seu cliente através de dados.

Fazer uma pesquisa “por conta”

A coleta de dados que chamamos de “ por conta” é com certeza a mais simples, e que gera maior custo benefício, até porque ela se trata de você ir atrás e realizar uma pesquisa com a sua própria base de consumidores/clientes.

Esse método é para uma investigação mais simples , onde a empresa quer ouvir o seu cliente, e sua jornada dentro do negócio.

Apesar de trazer diversos benefícios como o aprendizado sobre o cliente, e o como o já falado custo benefício, as pesquisas por conta tem recursos limitados, e tendem a fazer com que a pessoa que está realizando-a tenha menos tempo, o que prejudica a sua carga de trabalho.

Contratar um fornecedor especializado

Outra opção de coleta de dados é a feita por fornecedor especializado, que como o próprio nome já diz é feito por empresas especializadas no ramo de pesquisa e que contam com mais recursos, metodologias mais complexas e uma grande diversidade de consumidores em sua base.

Esse tipo de pesquisa é mais utilizado quando se tem menos tempo e pessoas disponíveis para uma coleta por conta, por exemplo.

Mesmo com a grande vantagem de otimizar o tempo dos seus funcionários e trazer mais expertise para o processo, o alto investimento, a dificuldade de gerenciamento e retirada da oportunidade de aprendizado devem ser levados em conta na hora de escolher esse método.

YouTube video

Como colocar a pesquisa para rodar

Uma coleta de dados bem feita começa a partir de um bom planejamento, sendo um trabalho que só pode ser realizado com um bom suporte de pessoas e ferramentas específicas, para que assim consiga trazer resultados realmente significativos para dentro da empresa

Como já falamos sobre o que é a coleta e análise de dados dentro das empresas e também as duas principais formas de fazer uma pesquisa, é hora de saber como fazer uma boa coleta, análise e apresentação dos resultados obtidos, e colocar essa pesquisa para rodar.

1) Coleta

Para realizar uma coleta de dados é necessário fazer uso de algumas ferramentas. A pesquisa é feita a partir de um questionário, que pode ser disparado através de links em e-mails, redes sociais, entre outras formas. Existem diversas plataformas para a construção de questionários, as principais delas são:

  • Google forms
  • Mindminers
  • QuestionPro
  • Survey Anyplace
  • SurveyMonkey
  • Sales force

Ao formular o questionário e disparar para a base, é sempre bom lembrar de ter alguns cuidados.

Bom senso nunca fez mal a ninguém, então é melhor se prevenir e lembrar de ter boas práticas na hora dos questionamentos. E aí vai algumas dicas:

  1. Não importune o seu cliente: Tenha um bom controle da sua base, afinal ninguém quer ficar recebendo e-mail de pesquisa o tempo todo.
  2. Conversa sim , interrogatório não: Siga uma linha de abordagem, para envolver o cliente na pesquisa e não acabar gerando a sensação de um interrogatório sem fim.
  3. Perguntas claras e objetivas: Lembre-se que não é uma prova de vestibular que o seu cliente precisa passar, então elabore as suas perguntas numa linguagem amigável e acessível.
  4. Não force as respostas: Não tente induzir as respostas com perguntas retóricas e afirmativas disfarçadas, isso só prejudica o resultado final da sua pesquisa.


2) Análise

Após a coleta de dados sempre vem aquela pergunta: mas e aí, como eu analiso tudo isso? É importante entender qual o objetivo da sua pesquisa e consequentemente como você vai analisar esses resultados.

Existem diversas ferramentas de análise, mas é necessário saber qual se encaixa melhor no seu objetivo para poder utilizar.

Algumas plataformas que podem te ajudar nesse processo são:

  • Excel
  • Google sheets
  • Próprias plataformas de pesquisa (citadas anteriormente)
  • Tableau
  • Power BI

3) Apresentação

Depois que os dados já foram coletados e analisados, é importante saber apresentá-los de forma coerente e bem organizada.

Pode parecer superficial em um primeiro momento, mas fazer uma boa apresentação garante que os resultados obtidos sejam melhores vistos, além do mais, fazer uma má apresentação da sua análise pode lhe custar todo o trabalho da pesquisa.

Abaixo estão algumas ferramentas para te ajudar:

  • Google slides
  • Powerpoint
  • Tableau
  • Power BI
  • Keynote

Nesse artigo mostramos que a coleta e análise de dados é uma ótima forma de conhecer o seu cliente, e entender os caminhos para onde o seu negócio pode ir.

Apresentamos também várias dicas de como fazer esse processo rodar na sua empresa, afinal fazer bem cada uma das etapas é primordial para um resultado significativo.

Se você tem interesse em aprender mais sobre o mundo de dados e análises, nós da CS Academy temos o curso perfeito para você!

O Customer Data Analytics vai tornar as suas tomadas de decisões muito mais assertivas através da utilização de dados e da cultura data driven para melhorar ainda mais a experiência do seu cliente.

Tá esperando o quê? Se inscreva aqui!

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados