Comunidade: O que são, seus objetivos e como criar

Sumário


Uma comunidade de clientes é um ambiente interessante para a troca de informações, compartilhamento de conhecimento e interação dos clientes de uma determinada marca.

Por isso mesmo, muitas empresas sonham em criar uma comunidade ao redor de sua marca. Pensando nisso, nós trouxemos mais informações sobre o tema.

De modo que, entenda definitivamente o que são comunidades empresariais, quais são os objetivos desse tipo de comunidade, como criá-la, quais são seus benefícios e cases de sucesso.

Dessa forma, é possível entender mais detalhes sobre a criação de uma comunidade ao redor de sua empresa. Confira tudo a seguir e entenda se deseja trilhar esse percurso em seu negócio.

O que são comunidades empresariais?

Pouco exploradas pela maior parte das marcas brasileiras, as comunidades empresariais são uma forma de reunir clientes ao redor da marca.

A comunidade é um ambiente onde é possível promover criatividade e conexão entre pessoas que nutrem interesses em comum.

No passado, redes sociais como o Orkut reuniam comunidades de pessoas como “Eu Odeio Acordar Cedo”, em que o mote do grupo era justamente a reunião de pessoas que odeiam acordar cedo para qualquer atividade diurna.

Com o passar dos anos, o Orkut deixou de funcionar. No entanto, empresas podem usar seus sites e outros ambientes virtuais com o intuito de criar comunidades que reúnem pessoas com características específicas e que desejam compartilhar práticas e costumes.

Em resumo, a comunidade dá às pessoas a sensação de pertencimento, criando um espaço de diálogo e compartilhamento de interesses semelhantes.

A comunidade é um espaço de construção e aprendizado, permitindo que as pessoas troquem experiências e possam estabelecer uma relação de confiança.

Empresas podem criar comunidades para debater sobre o universo da marca

As empresas podem aproveitar a possibilidade de criar uma comunidade com o intuito de que os usuários interajam sobre a marca e os universos de seus produtos e serviços.

Aspecto que é interessante para empresas de diferentes setores e que possibilitam ótimos resultados para a marca.

Empresas de produtos de construção civil, por exemplo, podem produzir conteúdo sobre o uso dos materiais que vendem, visando tirar dúvidas de clientes e promover a interação entre usuários dos itens, por exemplo.

Perceba que, empresas de todos os setores podem criar comunidades. De modo que, seja possível crescer e ter ótimos resultados a partir de uma base sólida de clientes engajados com a marca.

YouTube video

Quais são os objetivos de criar uma comunidade?

Ao criar uma comunidade, sua empresa consegue fortalecer a marca e trazer informações para o público.

De modo que, mais pessoas entendam o estilo de vida que os produtos ou serviço proporcionam aos clientes, bem como, se tornem defensores do negócio.

Dessa forma, é possível ter um público fiel que faz propaganda do negócio e que possibilita alcançar patamares cada vez mais altos de sucesso.

Uma vez que, são pessoas apaixonadas pela empresa, que opinam e trocam informações sobre cada lançamento e que estão sempre dispostas a consumir os produtos ou serviços da empresa.

Portanto, é uma verdadeira forma de impulsionar o crescimento do negócio através de uma base de clientes que se tornam fãs da marca.

Ambientes para construir uma comunidade para sua marca

Existem diferentes métodos para construir uma comunidade para sua marca. Cada ambiente pode aproveitar as vantagens que o meio oferece.

Dessa forma, é possível garantir que as pessoas comecem a interagir naturalmente, aumentando o número de pessoas que formam a base de clientes, confira os principais ambientes:

01. Desenvolvimento de um blog

O desenvolvimento de um blog é uma das maneiras de criar um ambiente propício para que se possa ter uma comunidade.

Afinal, são locais onde os clientes podem postar suas opiniões sobre produtos, serviços ou qualquer conteúdo que julgam relevantes para que os responsáveis pelo blog saibam.

Além disso, uma pessoa pode responder o comentário da outra. O que gera interação entre os usuários, possibilitando que se tenha um ambiente propício para que a comunidade se forme.

02. Plataformas de redes sociais

As redes sociais permitem a interação entre as pessoas e sua marca favorita. Por isso, são um ambiente propício para que os interessados desenvolvam conteúdo com a finalidade de formar uma comunidade forte.

O ideal é ter um planejamento estratégico de comunicação, sempre com o intuito de estimular as pessoas a reagirem às postagens.

Além disso, as plataformas de redes sociais permitem que o conteúdo atraia com facilidade mais pessoas para seguirem a empresa.

Aspecto que é interessante para que se possa ampliar cada vez mais a base de clientes que são fãs da marca e que gostam de interagir com ela.

Perceba que, é importante para uma marca menor ter o cuidado de investir em uma rede social que tenha maior presença de seu público.

Uma vez que, haverá menor custo em produzir conteúdo para somente uma rede social, quando comparamos com a produção para 3 ou mais.

No entanto, é importante ter mão de obra qualificada, justamente para que a produção seja eficiente e possa realmente colaborar com o negócio.

03. Grupos de discussão

Os grupos de discussão são uma ótima forma de reunir pessoas com diferentes opiniões e ter insights valiosos sobre a empresa.

Por isso mesmo, é importante promover grupos de discussão, seja presencialmente ou online.

De modo que, as pessoas possam interagir e a partir disso, a empresa consiga coletar resultados positivos.

É importante perceber que, os grupos de discussão geralmente são fomentados por um motivo claro. No entanto, podem ser mantidos no longo prazo, mesmo que tenham surgido com um objetivo específico como discutir o lançamento de um produto novo.

Dicas para construir a comunidade

Sabendo quais são os 3 ambientes mais propícios para criar uma comunidade, é hora de conhecer o passo a passo de como criar a comunidade ao redor de sua empresa, confira:

Defina seu objetivo

A comunidade sempre precisa surgir a partir de um objetivo claro da empresa. Seja qual for, é importante ter em mente uma meta.

Caso contrário, o surgimento não será organizado e eficiente conforme uma estratégia pré-determinada.

Inclusive, muitas marcas já possuem uma pequena comunidade de clientes e não notam aquelas pessoas que sempre interagem nas redes sociais ou blog da empresa.

Uma vez que, é possível ter esse surgimento natural do grupo de debate sobre as soluções da marca ou produtos que ela oferece.

O ideal quando o propósito da empresa é criar uma comunidade forte, é justamente fazer o processo de forma clara.

E nos casos em que a empresa percebe que o grupo já se formou espontaneamente, é importante definir o objetivo e a partir de então, começar a fomentar o crescimento do grupo.

Dessa forma, mais pessoas vão chegando e aproveitando a experiência de pertencer ao grupo que dá base para o crescimento do negócio.

Conheça a persona de sua comunidade

Conhecer bem a persona vai ajudar a explorar os tipos de conteúdo que as pessoas em sua comunidade consomem.

Sabendo mais detalhes sobre a persona é possível formatar o conteúdo em linguagem, tipo de canal, formato de conteúdo e demais detalhes que vão fazer a diferença para que as pessoas realmente se envolvam com seu material.

Quando a empresa não tem entendimento sobre sua persona, a criação de conteúdo fica aleatória ou baseada em feeling e isso pode aumentar os riscos de fracasso.

O ideal é sempre ter um planejamento de modo que o processo possa ser mais efetivo e o investimento da empresa seja melhor aproveitado.

Facilite a comunicação entre as pessoas

É importante ter um ambiente onde as pessoas possam se comunicar umas com as outras. No entanto, muitas empresas incorrem no erro de tentar direcionar a comunicação.

Tenha em mente que, a empresa deve interagir e responder, mas nunca com o intuito de encerrar o diálogo ou tentar coordenar a troca de mensagens.

Uma empresa que faz essa interação com significativa eficiência é a Netflix, que consegue estimular as pessoas a conversarem e debaterem nas redes sociais da marca.

Inclusive, muitos usuários ficam atentos para que sejam os primeiros a reagir aos posts, com o intuito de obter uma resposta da equipe.

Portanto, é importante se inspirar, para que possa conversar com as pessoas sem encerrar o bate papo entre elas e sem tentar direcionar claramente o assunto.

Motive as pessoas a interagirem

Todas as comunicações da empresa devem ser feitas com o intuito de gerar debate nos comentários.

Sempre deixe uma chamada para que as pessoas interajam entre elas. De modo que, os posts sejam uma oportunidade de aumentar a interação.

Afinal, isso trará visibilidade para a comunidade, ampliando o número de pessoas que querem participar dela.

Além disso, tenha um cronograma de postagens de conteúdos para que as pessoas sempre tenham sobre o que falar.

Ouça os feedbacks das pessoas

Para que tudo funcione, é importante que a equipe esteja preparada para ouvir as opiniões dos usuários, interagir e adotar medidas a partir das sugestões feitas.

Tendo em vista que, é muito comum o erro de criar um ambiente propício para a interação e não saber como lidar com opiniões que não são tão positivas quanto o desejado.

As críticas devem ser usadas como ferramenta para melhorar o negócio. Caso contrário, as pessoas vão se sentir desestimuladas a interagir, uma vez que, suas sugestões são ignoradas.

Mesmo que a implementação das sugestões não se dê de forma muito rápida, é útil dar uma satisfação ao cliente, deixando claro que está ouvindo, anotando e implementando tudo que é possível para que a empresa se torne melhor para cada consumidor.

Faça um evento presencial

Quando a empresa deseja alcançar um novo patamar de sucesso na estratégia, é interessante fazer um evento presencial.

Com uma quantidade de pessoas limitada, é possível produzir muito conteúdo sobre a empresa, encantar as pessoas que participam do evento e ao mesmo tempo, aumentar o interesse pela marca.

Tendo em vista que, todos aqueles que são impactados pelas divulgações dos materiais que foram produzidos ao longo do evento vão desejar participar da próxima edição.

Por isso mesmo, a próxima edição do evento presencial que celebra a comunidade de clientes de sua empresa deve ser maior e abarcar atrações diferentes da primeira.

Obviamente, isso gera muito burburinho sobre a marca, possibilitando que mais pessoas conheçam as soluções e queiram aproveitar tudo que a empresa tem para oferecer.

Benefícios de ter uma comunidade de clientes

Além de saber a importância, métodos de criação e objetivos de criar uma comunidade, é necessário saber quais são os principais benefícios de ter um grupo envolvido com sua marca. Confira alguns das maiores vantagens para identificar se vale a pena para seu negócio:

01. Insights poderosos trazidos pelos próprios consumidores

Não é raro que empresas invistam pesadamente em obtenção de feedbacks dos clientes. Mas os negócios que possuem sua própria comunidade, conseguem obter tais insights a partir da interação.

Uma vez que, é natural que as pessoas que participam façam comentários, troquem informações e queiram interagir com a marca.

Por isso, dão ideias poderosas para aqueles negócios que estão atentos e dispostos a ouvir o público.

De modo que, a equipe responsável pelo negócio possa aprender mais sobre a visão dos clientes, entendam melhorias que podem ser feitas e implementem orientações dadas pelos consumidores.

Dessa forma, a comunidade fortalece o negócio e consegue moldar a empresa visando que os gestores tragam novas soluções e possam proporcionar um ambiente de evolução para os produtos e serviços prestados.

02. Fidelização de público

A partir de uma comunidade forte, as pessoas se sentem identificadas com a marca e nutrem a sensação de pertencimento.

Aspectos que são fundamentais para que se tenha ótimos resultados, impactando diretamente na fidelização que a empresa consegue alcançar.

Portanto, é extremamente relevante investir nesse tipo de estratégia. Tendo como principal objetivo que mais pessoas mantenham a base de clientes do negócio forte.

Afinal, isso é fundamental para que a empresa tenha viabilidade financeira e possa se manter em constante crescimento ao longo dos anos.

03. Entenda o que realmente buscam

A partir dos feedbacks de seus clientes, é possível entender o que realmente essas pessoas buscam da marca.

Aspecto que faz toda a diferença para que os próximos lançamentos do negócio sejam cada vez mais assertivos.

De modo que, a empresa possa alcançar novos patamares de sucesso. A interação é um poderoso caminho para a obtenção dos resultados mais assertivos no negócio.

Afinal, mesmo que o cliente esteja comentando somente coisas negativas, é uma voz que precisa ser ouvida e considerada pela equipe.

Nas interações espontâneas é natural perceber o que cada pessoa nutre de expectativa quando compra um dos produtos ou serviços.

E isso permite que a empresa possa se adequar, sempre com olhos em melhorar a experiência do cliente.

04. Engajamento da base de clientes

Quando a empresa oferece conteúdo de qualidade, consegue aproveitar um engajamento positivo da base de clientes.

O que é interessante, por exemplo, para que lançamentos possam turbinar o faturamento da empresa. Uma vez que, as pessoas já estão na expectativa de comprar os produtos por saberem previamente que o lançamento ocorreria.

Esse engajamento também pode se refletir na indicação que o cliente faz de forma espontânea dos produtos e serviços da marca.

Afinal, quando uma pessoa é fã de uma empresa, ela naturalmente recomenda os itens para seus amigos e pessoas próximas.

Portanto, é uma maneira interessante de aproveitar o engajamento com a finalidade de acelerar o crescimento do negócio.

05. Aumento no faturamento

Uma empresa que tem uma base de clientes engajada consegue turbinar seu faturamento. Afinal, pode aproveitar esse contato próximo com os clientes para vender mais.

As interações podem turbinar o faturamento em lançamentos de produtos. Assim como, podem ser aproveitadas para que a empresa tenha uma lista de transmissão e novidades, promoções e até mesmo descontos especiais.

Dessa forma, o ticket médio é aumentado a partir da estratégia, fazendo com que a empresa continue sendo financeiramente viável.

Ter uma comunidade forte é excelente em momentos de crise econômica ou dificuldades financeiras. Afinal, são pessoas que estão dispostas a ajudar o negócio por existir um envolvimento que é emocional com a marca.

Portanto, é natural que essas pessoas comprem, divulguem e ajudem o negócio quando a ajuda delas é solicitada.

Cases de sucesso

Agora que você já sabe mais sobre a criação de uma comunidade, é interessante conhecer alguns cases de sucesso que adotaram a estratégia.

De modo que, possa identificar se é de fato algo relevante para a sua marca ou se não vale a pena investir, confira algumas das informações que trouxemos:

Harley-Davidson

Até mesmo quem não gosta de motos sabe que Harley é símbolo de um estilo de vida, liberdade e qualidade.

Mas isso só se deu com a criação de uma comunidade muito forte ao redor da marca, que em meados de 1983 estava com problemas financeiros.

Ao longo de 25 anos a empresa criou e investiu em sua comunidade, com o objetivo de melhorar a lealdade de seus clientes e torná-los defensores da empresa.

Com isso, cultivaram um grupo de advogados da marca que usufruem do estilo de vida que a Harley representa. Os anos de trabalho trouxeram reconhecimento para a empresa que alcançou um patamar de sucesso inquestionável.

Netflix

Por muitos anos, a Netflix foi a única empresa de streaming de filmes e séries a chegar em diversos países.

No entanto, é óbvio que essa situação iria mudar e novos concorrentes chegariam para disputar a atenção do público.

Ainda enquanto líder, a empresa adotou uma postura de criar interação com o público por meio das redes sociais, onde formou uma comunidade com verdadeiros defensores da marca.

E com a chegada da concorrência, a comunidade se manteve firme junto à empresa que não perdeu consumidores de forma expressiva.

As redes sociais da Netflix são constantemente estudadas por alunos de comunicação social, justamente por causa do sucesso que a empresa obteve em criar uma interação que dá aos usuários o senso de pertencimento, bem como, cria uma comunidade forte em volta da marca.

O que sustenta o sucesso de público que a empresa consegue fidelizar, mesmo com concorrentes tão bons quanto a empresa disputando mercado.

YouTube video

Toda empresa pode investir na estratégia

Um outro ponto que é crucial de analisar é que, independentemente do porte, todas as empresas podem ter uma comunidade de clientes.

O que faz com que seja uma estratégia interessante para negócios que buscam crescer e também para as empresas que já alcançaram um determinado grau de sucesso e desejam melhorar a fidelização do público.

Toda empresa deve constantemente investir na busca não só por clientes novos, como também, na fidelização de sua base de consumidores.

Dessa forma, é possível garantir um negócio que alcança maior patamar de sucesso e que consegue crescer ao longo dos anos.

Afinal, uma base de clientes fiéis é importante para que a empresa possa buscar novos clientes e a partir disso, cresça de forma natural e saudável.

Negócios que possuem uma receita previsível naturalmente são mais saudáveis do ponto de vista financeiro e conseguem um planejamento melhor em relação às oportunidades de negócios.

Avalie e identifique se é uma estratégia viável para o seu negócio

Agora que você já sabe mais sobre a comunidade de clientes, aproveite as informações e avalie se é uma estratégia viável para o seu negócio!

Tendo em vista que, cada empresa deve trabalhar com suas próprias estratégias, avaliando as possibilidades e buscando obter resultados incríveis para si.

Quando o negócio investe em fidelização, interação com os clientes e tem uma postura consistente na busca por manter uma base sólida de consumidores, acaba conseguindo se diferenciar no mercado.

E é justamente por isso que a estratégia de ter sua própria comunidade vale a pena. Afinal, é uma forma de manter uma base de fãs próximos à marca.

Agora que já sabe mais sobre a comunidade de clientes, é possível ter resultados melhores implementando a estratégia em seu negócio.

Dessa forma, a empresa pode se beneficiar de um crescimento diferenciado frente aos concorrentes.


FAÇA PARTE DA COMUNIDADE DA CS ACADEMY!

Aprenda a ser um profissional Customer Centric de destaque com a CS Academy

A plataforma da CS Academy foi feita para você que quer acelerar a sua carreira e se tornar um profissional da área Customer Centric.

Em nossa plataforma reunimos os melhores profissionais Customer Centric do Brasil, em busca de capacitar e colocar no mercado os melhores profissionais de CS, CX e Atendimento. Conheça nossos cursos e especializações, e se torne um profissional referência no mercado.

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados