5 Passos para construir uma jornada do Colaborador

Sumário

É inegável que a gestão de pessoas e as estratégias relacionadas à retenção e colaboradores vêm ganhando cada vez mais espaço dentro das empresas. Nesse cenário, a jornada do colaborador se tornou algo importantíssimo para o desenvolvimento das relações profissionais.

É interessante pensar que antes mesmo de chegar ao consumidor final do seu produto ou serviço, deve existir um esforço da empresa para satisfazer quem está do lado de dentro, aqueles que contribuem para o funcionamento do negócio.

Manter uma boa relação com os funcionários e pensar em ações para tornar a experiência do colaborador mais interessante e satisfatória é parte de uma boa estratégia de crescimento. Conheça os
5 passos para implantar isso na sua empresa.

Construa uma Jornada do Colaborador com essas dicas

A jornada do colaborador não pode ser delimitada pelo bom salário e os melhores benefícios. Existem outros quesitos que são importantes e até fundamentais e não devem ser ignorados.

Definição de valores:

Atrair pessoas alinhadas com as expectativas e o propósito da empresa requer, primeiro, uma definição clara de valores. Ou seja, para além da questão profissional, qual é o perfil que você quer manter trabalhando no seu negócio?

A cultura empresarial deve ser moldada não somente sobre os pilares de seu fundador, mas também de acordo com as pessoas que trabalham ali. Por isso é essencial abri um diálogo honesto com funcionários que já trabalham na empresa.

Analise o processo seletivo:

O processo seletivo é um dos passos mais importantes nesse processo de construção de jornada do colaborador. E como você não sabe quem será contratado quando ainda está testando as pessoas, a experiência precisa ser boa para todos. Mesmo para aqueles que serão recusados.

A experiência precisa ser transparente, gentil e satisfatória. Mesmo quem recebe um feedback negativo deve se sentir valorizado e respeitado, afinal, essa pessoa pode tentar uma vaga no futuro e se sair melhor.

Uma ideia interessante é formatar um questionário para que todos os candidatos envolvidos no processo analisem como foi a experiência e apontem possibilidades de mudança. Ouvir esses candidatos é primordial para melhorias.

Onboarding como estratégia

Depois do recrutamento inicia-se uma fase essencial para a jornada do colaborador e para tornar a chamada Employee Experience verdadeiramente satisfatória: a integração.

Também conhecida como “onboarding” essa é a etapa em que o novo funcionário conhece a empresa e começa a se familiarizar com seus conceitos, valores e missões.

Se o onboarding não é acolhedor e esclarecedor, o funcionário se sente desamparado e pode se decepcionar com a empresa logo no início. Nesse aspecto é comum que ele se arrependa de ter aceitado o trabalho e busque outras oportunidades.

Ou seja, todo o esforço para contratação, todo o empenho do RH e até os gastos com emissão de contratado, pagamento de benefícios iniciais etc. vai por água abaixo e compromete a jornada do colaborador.

Consulte a liderança:

Esse processo requer também um alinhamento com as lideranças. Além de olhar com atenção para o novo funcionário, é fundamental dar suporte para que os líderes consigam recepcionar e orientar as pessoas corretamente.

O primeiro dia é um dos mais importantes na vida de um colaborador. Se o líder estiver atarefado e não conseguir dar a devida atenção, é importante que ele se explique, que converse brevemente e até marque um almoço com a equipe para recepcionar essa pessoa.

Existem diferentes meios de fazer com que esse processo de recepção seja mais acalorado e satisfatório, mesmo em uma rotina atolada de coisas e difícil de manejar.

Aposte em pesquisas regulares:

Por fim, não se deve esperar apenas o final de ano para analisar métricas como e-NPS ou perfil e performance. As impressões dos funcionários sobre a empresa precisam ser verificadas durante todo o ciclo anual.

Aumentar a frequência dessas pesquisas e obter feedbacks recorrentes é fundamental e pode ajudar a definir as estratégias e determinar as ações que efetivamente podem trazer bons resultados.

A importância do desligamento na jornada do colaborador

Ok. Você já sabe que a experiência do profissional com a sua empresa é importante desde o início. Mas ela se estende também até o desligamento. A demissão, seja ela solicitada pelo funcionário ou determinada pela empresa, deve ser feita de maneira cautelosa e gentil.

É quase uma regra que as empresas façam vistas grossas ao feedback de seus ex-funcionários. Mas isso é um erro. Aquele funcionário que está saindo da empresa também tem algo a acrescentar.

Por isso, é interessante pensar em uma entrevista de desligamento em que todas as questões possam ser postas e ouvidas. Essa entrevista deve ser monitorada e cuidadosa. Principalmente por considerar que pode haver tensão entre as partes.

Por que pensar na jornada do colaborador como uma estratégia de crescimento?

 

Empresas são feitas de pessoas. Ainda que o produto seja o foco, é o funcionário que mantém o funcionamento e determina até mesmo a impressão do público com relação à marca.

Equipe engajada e fiel:

Criar uma equipe de qualidade requer tempo e dedicação. O funcionário leva tempo para se adaptar, leva tempo para se tornar rentável e para, de fato, absorver a sua função.

O problema é que muitas vezes quando ele chega em seu nível de excelência está esgotado por conta de uma relação desgastada e pede as contas ou procura uma oportunidade mais interessante.

Quando a experiência do colaborador é satisfatória, a tendência é que ele repense antes de simplesmente trocar de trabalho. Com isso fica mais fácil conquistar a equipe dos sonhos.

Melhores profissionais:

Profissionais qualificados procuram empresas qualificadas. Não dá para almejar um talento exemplar se a sua própria empresa não é o melhor lugar para se trabalhar.

Oferecer um ambiente de qualidade, prezar pelas relações e, claro, garantir condições de trabalho competitivas é fundamental para ter um resultado interessante nas relações.

É nesse contexto que a Jornada do Colaborador se torna algo verdadeiramente útil e ganha também um perfil de fator competitivo, pois melhora a reputação de sua empresa no mercado e perante o público-alvo.

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados