O papel do Onboarding na integração do colaborador

Sumário

Onboarding é uma das etapas importantes da jornada do colaborador. Leia para entender como funciona e quais são as vantagens de investir em uma boa integração.

O papel do Onboarding na integração do colaborador

O recrutamento de um novo funcionário custa caro e consome energia do departamento de RH. No entanto, o trabalho não acaba quando o contrato é assinado. Muito pelo contrário, ele está só começando.

Depois dessa etapa, se inicia o que chamamos de processo de integração do colaborador, ou, Onboarding.

É uma etapa importante em que esse novo funcionário é apresentado para a empresa e começa a
entender como deve atuar para entregar bons resultados, incluindo o treinamento e o preparo para isso.

É o momento em que ele, de fato, está “embarcando” na empresa.

O que é integração de funcionário?

A integração de novos funcionários pode ser definida de diferentes formas em diferentes empresas. No entanto, existem pontos de intersecção que se repetem.

Basicamente ela acontece durante todo o período de contratação até o momento em que aquele colaborador de fato se torna produtivo para a empresa.

É importante entender que o onboarding é, justamente nesse primeiro momento, aquele momento em que o colaborador começa a entender o funcionamento e a cultura da empresa.

Essa caminhada deve incorporar uma série de fatores, tais como:

  • Treinamentos e planos de orientação;
  • Apresentação para a equipe;
  • Conhecimento da missão, visão e valores;
  • Configuração e métricas;
  • Alinhamentos de expectativas, entre outros.

Esse é um processo que requer um atendimento minucioso e, embora seja encabeçado em grande parte pelo RH, a integração do colaborador também envolve a participação de líderes, gestores e a equipe como um todo.

Onboarding na jornada do colaborador

A jornada do colaborador é um dos alicerces do que chamamos de “Employee Experience”, ou seja, Experiência do Empregado.

A ideia de transformar a sua empresa num ambiente agradável e interessante para os trabalhadores é algo que está diretamente ligado a uma estratégia de crescimento.

Afinal, a alta rotatividade de funcionários impacta nos resultados, gera gastos e dificulta a criação de uma equipe qualificada. Por isso manter seus colaboradores em uma relação duradoura e saudável é tão importante.

Expectativas:

Uma das finalidades do onboarding é justamente alinhar expectativas. É muito importante que o funcionário seja acolhido nesse momento em que está tão empolgado com um novo trabalho.

Caso contrário, ele pode rapidamente entender que não fez certo ao aceitar a proposta e passará a buscar outras oportunidades.

Um onboarding mal estruturado passa uma impressão ruim e prejudica uma relação que está apenas começando. Daí para o novo funcionário desistir da empresa são apenas alguns passos. Evite.

Segurança e confiança:

Se o funcionário se sentir bem assistido durante a integração ele tende a se sentir mais seguro e confiante para trabalhar. Pense bem: sem o treinamento adequado, ou lidando com uma equipe hostil ninguém consegue produzir bem, certo?

Etapas importantes da integração de colaborador

A integração e a jornada do colaborador não são estratégias engessadas. Mas existem algumas etapas que podem ajudar a estruturar melhor isso e ter mais sucesso nessa missão.

Planejamento:

É indicado fazer um planejamento prévio para a integração. Converse com a equipe e defina o passo a passo do que será feito no primeiro dia e nos seguintes, de modo que o novo funcionário se sinta acolhido.

Recepção:

Comece recepcionando o profissional e, claro, apresentando-o aos demais. Passeie pelos departamentos para que ele conheça todo mundo, mas dê uma atenção especial àquele que será o setor de atuação dele.

Mostre detalhes sobre a dinâmica de trabalho, por exemplo, o local onde as pessoas guardam as coisas, onde fica a copa etc. Tente tornar o ambiente o mais familiar possível.

Seja claro sobre as expectativas:

Uma relação de trabalho só funciona quando as expectativas são alinhadas. Por isso, use esse processo de integração também para conversar sobre isso, esclarecer quais são as atribuições desse novo funcionário e o que é esperado dele.

Fale também sobre os pontos fortes da política da empresa, aquilo que é considerado essencial para a convivência e bem-estar no ambiente de trabalho.

Designe um funcionário para ajudar

Nem sempre o RH ou a liderança consegue acompanhar o profissional novo em tempo integral. Uma coisa importante para estruturar uma estratégia de Employee Experience é justamente fazer com que o colaborador se sinta seguro no onboarding.

Então, pode ser interessante designar um funcionário do mesmo departamento para auxiliar esse novato, se tornando uma referência para pedir ajuda e entender os processos.

Lembre-se de escolher alguém que valha a pena seguir o exemplo. Um funcionário que cumpra o horário, não tenha grandes infrações e não cause problemas.

Além disso, mesmo após os primeiros dias é importante acompanhar esse novo contratado. Esclareça a importância do cargo que ele está assumindo e procure saber se o treinamento está adequado, se há dúvidas sobre o processo etc.

Pesquisa pós integração

Depois de um determinado período, quando for perceptível a independência desse funcionário dentro da empresa e ele, de fato, se tornar produtivo, é hora de realizar uma pesquisa.

Conversar sobre a integração e ouvir do próprio contratado como foi a experiência para ele é importantíssimo. Assim, será possível obter dicas de melhoria e identificar as lacunas.

Assim a sua empresa se torna cada vez mais eficiente neste período de recepção, e com isso conseguirá
construir relações profissionais cada vez mais rentáveis e duradouras.

4 Vantagens do onboarding na integração do colaborador

As vantagens relacionadas a um bom sistema de integração são diversas. Mas existem algumas que merecem destaque e que ajudam a estruturar melhor esse processo.

Melhora a contratação:

O onboarding começa no recrutamento. A ideia é justamente identificar aqueles candidatos que estão mais alinhados com os valores e as expectativas da empresa.

Além disso, um funcionário que se sente acolhido na seleção tende a falar bem da empresa e pode estimular uma reputação mais positiva.

Garante a boa relação:

Apresentar esse novo contratado é parte essencial para estimular a boa convivência e quebrar a barreira de que um “estranho” está “invadindo o espaço” dos demais.

Melhora a produtividade:

Uma equipe que se dá bem tende a produzir mais e melhor. Além disso, o profissional bem acolhido entende que a equipe está feliz e satisfeita com o trabalho e tende a mostrar ainda mais qualidade para se equiparar.

Diminui o turnover:

Por fim, essa é a melhor forma de diminuir o turnover. Com o onboarding aplicado a uma estratégia de Employee Experience fica mais fácil reter talentos e criar relações verdadeiramente duradouras.

 

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados