Como desenvolver a autonomia em equipes remotas

Sumário

Tendo em vista que o trabalho remoto está cada vez mais frequente no cotidiano das empresas, é preciso desenvolver um ambiente de autonomia e sem perder a confiança. Esse desafio requer confiança e exemplo por parte do líder, além de responsabilidade e capacidade de adaptação por parte dos membros time

Para exercer uma liderança eficiente, é preciso se munir de estratégias para ajudar e conduzir seus liderados – fazer isso remotamente exigirá uma dose extra de paciência e estratégia para lidar com os percalços das relações de trabalho digitais.

A fim de te auxiliar, elencamos alguns aspectos importantes que ajudarão a desenvolver a autonomia de sua equipes remota. Acompanhe e boa leitura!

Entenda que é um período de adaptação

O cenário do trabalho remoto requer adaptação e disponibilidade para que todos possam desempenhar suas funções com a máxima eficiência. A pandemia acelerou a realidade do trabalho remoto colocando profissionais que eram habituados aos ritos de escritório para trabalharem em casa, isolados.

E isso, obviamente, impacta nos resultados e em fatores mais subjetivos. Portanto, vale a pena reforçar a cultura da empresa, prestar apoio e buscar resultados.

Como ser um bom líder a distância?

Num panorama em que boa parte dos colaboradores de uma empresa estão trabalhando afastados uns dos outros, o papel do líder se torna ainda mais importante. Ele precisa ter adaptabilidade, flexibilidade, criatividade e empatia. Além disso, também é importante compartilhar essas características com a equipe, para que eles igualmente se esforcem em dar os melhores resultados.

Descubra como se tornar um líder que usa a criatividade e a empatia para obter os melhores resultados do seu time no vídeo abaixo.

YouTube video

Como a  Comunicação Não Violenta e a Empatia podem te ajudar nesse desafio

Um estudo realizado pela Gallup em 2014 apontou que 84% das pessoas pedem demissão por conta do relacionamento direto como o chefe, por não se sentirem reconhecidas e escutadas por eles. Agora, considere o fator adicional do trabalho remoto. Ruídos de comunicação são normais em relacionamentos à distância, por isso, a Comunicação Não Violenta se apresenta como uma boa alternativa.

A CNV foi criada pelo psicólogo Marshall Rosenberg. Sua tese aponta que que a crescente violência no mundo é reflexo de uma forma de agir desalinhada com nossos verdadeiros valores. Ainda segundo ele, ao nos comunicarmos, podemos gerar conflitos quando entramos em contato com culturas, opiniões ou valores diferentes. Dessa maneira, criamos ciclos de emoções dolorosos e repetitivos.

Em complemento a Comunicação Não Violenta está a empatia,  isto é,  exercício afetivo e cognitivo de buscar interagir com outras pessoas percebendo a situação que está sendo vivida por elas. Segundo Brené Brown, escritora e professora da Universidade de Houston e uma das referências no assunto, a empatia proporciona conexão e um co-sentimento em relação ao que outras pessoas sentem.

Para um líder, a Comunicação Não Violenta e a Empatia te ajudarão a manter a equipe motivada, a par do que está acontecendo e do que você enquanto líder está planejando e esperando do time. Assim, busque sempre as opiniões dos liderados e pergunte o que eles pensam sobre determinado assunto ou ideia. Isso pode ser feito por meio de reuniões remotas ou mesmo e-mail – o importante é manter o engajamento e incentivar o compartilhamento de opiniões.

Leia mais: Como‌ ‌ser‌ ‌um‌ ‌líder‌ ‌Customer‌ ‌Centric

6 dicas para o gerenciamento de equipes de trabalho remoto

O trabalho remoto requer uma liderança assertiva e servidora, que ofereça tudo o que é necessário para que os profissionais da equipe entreguem seus melhores resultados. Pensando nisso, elencamos alguns quesitos importantes que você deve desenvolver antes de assumir a liderança de equipes de trabalho remoto.

1.  Desenvolva um plano de trabalho completo

Sua equipe não pode ter a sensação de estar perdida ou sem tarefas a serem executadas. Eles precisam ter a percepção de quais são os próximos passos a seguir para que tenham uma rotina sólida de trabalho.

Permita que todos tenham espaço para executar seus papéis com autonomia: crie um plano de trabalho e sempre que possível, divida em tarefas a serem feitas diariamente de modo que todas as instruções necessárias estejam objetivas e seja possível acompanhar a performance individual de cada colaborador.

Você também pode dividir as tarefas em partes menores, podem ser melhor acompanhadas. Pequenas metas possibilitam mais motivação para a sua equipe.

2.  Considere as habilidades de cada profissional da equipe

Vale a pena delegar as funções pensando nas habilidades que cada um tem para contribuir para o time. Uma vez que as demandas são compartilhadas, é preciso identificar qual profissional tem o perfil para desempenhar cada etapa. Para isso, é preciso pensar na realidade de um trabalho remoto, em que a equipe não consegue reunir forças para desempenhar um trabalho em conjunto.

Delegue tarefas, se disponibilize para sanar dúvidas e demandas de sua equipe, de maneira que todos os profissionais saibam que podem contar uns com os outros e com você para que as etapas sejam cumpridas com excelência. O trabalho precisa continuar sendo realizado em equipe, ainda que exista alguma dificuldade.

A comunicação precisa ser clara e bastante direta, sem margens para interpretações equivocadas, assim sua equipe entenderá o que foi delegado e vai conseguir atuar para atender a demanda, seja individualmente ou contando com a colaboração de colegas.

3.  Estimule o senso de pertencimento

O senso de equipe é essencial para o trabalho remoto. O profissional que atua nessa modalidade de trabalho pode ter a sensação de que ele deve sempre agir com responsabilidade e, ainda sim, em equipe. Para tal, vale a pena estimular a sensação de pertencimento com algumas reuniões:

  1. Reuniões semanais: importantes para alinhar os objetivos semanais e reorganizar o plano de ação e outros objetivos. Reúna o time e padronize as pautas, como por exemplo, dificuldades e oportunidades;
  2. Reuniões 1:1: no mínimo quinzenais, esse formato ajuda no acompanhamento individual de cada um. Podem ser discutidos projetos que estão em andamento e também vale falar sobre o desenvolvimento pessoal visando a aproximação entre líder e liderado. Esse formato de reunião proporciona transparência e a comunicação entre todos os colaboradores e líderes, para que um possa ajudar o outro quando necessário;
  3. Reuniões para comemoração: fazer reuniões online e até mesmo comemorações com a equipe presencialmente ao atingir metas.

Leia mais: 6 dicas para criar um bom time de Customer Success

4.  Use ferramentas para estimular a produtividade

Quando todas as funções são delegadas aos profissionais e ficam acessíveis, é possível que o colaborador se organize para que  ele saiba o que precisa fazer a cada dia e suas metas mensais. Esse panorama visível serve como um estímulo para o colaborador e auxilia na sua própria organização para manter um ritmo de trabalho saudável.

Plataformas como o Trello e Monday são uma boa alternativa para organizar as demandas e prazos de toda a equipe.

Aplicativos de mensagens coorporativos também são uma boa maneira de se comunicar com os profissionais. Com o objetivo de que todos tenham acesso a sanar dúvidas e conversar uns com os outros em horário de expediente.

Alguns times ainda precisam de mais do que somente as ferramentas assíncronas e de gestão de projetos. Muitas vezes o trabalho precisa de mais fluidez, um ambiente mais descontraído e que possibilita uma gestão mais personalizada, visual. 

Para essas equipes, que precisam de uma comunicação ainda mais fluida e interativa, existem ferramentas como a Deskmy. Esses escritórios virtuais têm se tornado cada vez mais populares entre times remotos e híbridos devido ao grande potencial de interatividade e dinamicidade, criando um ambiente tão fluido quanto trabalhar no escritório. Isso melhora a experiência do colaborador, a produtividade e o bem estar da equipe, tornando a gestão mais fácil e eficiente.

5.  Disponibilize feedbacks individuais

Manter os profissionais engajados e motivados ainda é seu dever enquanto líder de pessoas, afinal, alguns parâmetros da gestão de profissionais continuam sendo os mesmos, independente de sua equipe ser remota ou presencial. Disponibilizar informações para os colaboradores de forma individual pode auxiliar a manter a sua equipe com um sentimento de estima e alta consideração.

Conhecer as habilidades de sua equipe, oferecer reconhecimento e estímulos é importante. Quando o profissional sabe que está sendo assertivo em suas decisões, ele tende a ter mais autonomia.

6.  Respeite os membros de sua equipe remota

Prazos, horários de trabalho e controle sobre os colaboradores que estão distantes são fatores muito delicados. Quando o gestor não vê sua equipe, se torna muito mais difícil acompanhar o desempenho de cada um, no entanto, o respeito deve ser o guia dessa relação!

Quem deseja uma equipe motivada, engajada e eficaz precisa respeitar o descanso dos colaboradores e entender o ritmo de cada membro da equipe de forma que todos se sintam acolhidos, respeitados e valorizados. Caso contrário, é praticamente impossível estimular a autonomia. O profissional precisa se sentir confiante de suas atitudes para tomar ações proativas. E se o líder não respeita sua equipe, dificilmente esse comportamento irá acontecer.

É preciso que seus colaboradores descansem, se alimentem adequadamente nas pausas de trabalho e acima de tudo, se sintam valorizados para que esse conjunto de fatores se reflita em uma postura de autonomia e eficiência.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a entender como desenvolver autonomia na sua equipe remota.

Na primeira temporada do Live Journeys, episódio #17, conversamos com a Lilian Rios, Coordenadora de Customer Success na Leads2bsobre a importância dos rituais no contexto do home office e foram muitas dicas legais sobre reunião 1:1, como motivar o time, melhores práticas de feedback e muito mais. Aperta o play aí para ver esse papo na íntegra!

YouTube video

Selecione uma letra abaixo e mergulhe no universo Customer Centric:

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se em nossa newsletter

Posts relacionados